Entenda as tarifas de energia elétrica!

Se você também tem dificuldade para compreender como funcionam as tarifas de energia elétrica e como sua conta de luz é cobrada, saiba que você não é o único, pois a política de cobrança de energia no Brasil é realmente bastante complicada.
Acompanhe todo o texto e confira como funciona a cobrança das tarifas de luz e passe a decifrar o que está sendo pago em sua fatura ao final do mês! Veja mais informações e entenda as tarifas de energia elétrica!


Como funcionam as tarifas de energia elétrica?


As tarifas de energia elétrica talvez estejam entre as mais complexas porque existem separações e cobranças diferenciadas por faixas, bandeiras e outros definições.
Assim, no final das contas não sabemos bem o que está vindo em nossas contas de energia, o que é decorrente do consumo, o que são as taxas e outras cobranças.
Para entender como isso funciona e o que pode ser feito para reduzir o valor de sua conta de luz, é necessário que você entenda as tarifas de energia elétrica.


Bandeiras tarifárias


As bandeiras tarifárias  foram instituídas para cobrar de forma diferenciada, em proporção, de acordo com quem consome mais e com quem economiza energia ou possui baixo consumo.
Desde 2015, o governo federal institui essa política como forma de incentivar a economia de energia elétrica e reduzir o consumo, em razão da escassez de chuvas que houve aquele ano, com forte prejuízo para as hidrelétricas de grande parte do país.
Em setembro de 2021, o governo federal criou mais uma bandeira além das que já existiam: a bandeira da escassez hídrica. Essa bandeira deixa a tarifa de energia mais alta em épocas de seca, quando existe aviso para economia de energia.


A média de aumento é de R$14,00 para cada 100 KwH consumidos por cada consumidor, um valor bastante expressivo no fim das contas, considerando que a energia elétrica não é barata no Brasil e pode pesar muito no bolso de grande parte das famílias.


Segundo a ANEEL, essa é uma bandeira que foi criada para substituir a antiga bandeira vermelha, que significava um valor alto de consumo. A previsão é que essa cobrança permaneça até abril do ano de 2022, quando as chuvas de final e início de ano devem fazer com que os reservatórios voltem ao normal.
A diferença principal dessa nova bandeira é que ela é cobrada sobre cada 100 KwH e não sobre o valor total da conta, como acontecia com a bandeira vermelha.
Essa ação do governo federal tende a encarecer bastante as contas dos consumidores que utilizam muita energia elétrica ou famílias com muitos membros e residências maiores.


O que é a bandeira amarela?


Além da bandeira da escassez hídrica e da antiga vermelha, ainda existe a bandeira amarela, que indica condições de geração não favoráveis.
Essa, no entanto, é uma bandeira que faz com que a conta de energia elétrica suba muito pouco, cerca de R$1,87 a cada 100Kwh. Assim, a bandeira amarela indica alerta, como no sinal de trânsito.
Já a bandeira verde significa períodos normais em termos de produção de energia, sem alertas de falta de água para usinas hidrelétricas.
No entanto, é importante não abusar do consumo em nenhuma época porque a consciência sobre a economia de energia e de água é fundamental para preservação do meio ambiente e para consumos sustentáveis.


Como utilizar essas bandeiras na prática?


A ideia das bandeiras é indicar para o consumidor que será necessário se adaptar ao momento ou pagar tarifas que podem ficar muito altas, sobretudo com a instituição dessa nova, a da escassez.
Assim, quando houver bandeira de escassez hídrica ou amarela é importante ter consciência disso e tentar modificar os hábitos de consumo que podem elevar muito a conta de luz, como banhos muito demorados.
Outras atitudes que podem fazer com que sua conta de energia elétrica diminua muito é passar roupas todas de uma vez, usar máquina de lavar apenas uma vez por semana e reduzir o uso do micro-ondas.
Evite também deixar lâmpadas acesas na casa sem necessidade. Abra sempre as janelas durante o dia e busque utilizar luz natural tanto quanto seja possível.
Essas pequenas ações podem fazer com que sua conta de energia elétrica fique bem mais baixa independente da bandeira que esteja na fatura.

Mei vencido, como pagar? acesse


Tarifas de energia elétricaPorque a conta de luz costuma ser tão alta?


Muitas vezes não entendemos porque nossa conta de energia elétrica parece ser tão alta, mas é importante saber que no Brasil, todo o processo de produção e distribuição da energia elétrica é cobrada do consumidor.
Assim, desde que a hidrelétrica produz energia elétrica e vende para as distribuidoras, todo o processo de distribuição e demais custos são repassados ao consumidor no preço da conta de energia.


Sem contar a grande quantidade de tributos, que são os impostos, que também vêm discriminados na conta de energia elétrica.
Se você já entendeu como funcionam as tarifas de energia elétrica, o ideal é tomar cuidado para não avançar nas bandeiras vermelhas e de escassez!

Deixe um comentário