Como funciona o processo de religação da luz após o corte?

Religação da luz  após o corte, embora possa parecer o fim do mundo, ter a luz cortada é um transtorno que já ocorreu com grande parte das pessoas, já que ninguém está livre de atrasar contas por dificuldades financeiras ou mesmo de se esquecer de pagar a fatura.
Se você deseja saber como funciona o processo de religação da luz após o corte, não deixe de conferir as informações legais sobre o tema. Saiba seus direitos e o que a concessionária pode ou não fazer nesses casos.

religar energia
religar energia


Quando a energia pode ser cortada?


Embora o caso mais comum de interrupção do fornecimento de energia elétrica seja pelo não pagamento das contas, eventualmente o corte pode ocorrer por outras razões:


• A pedido do proprietário da residência ou morador com contrato de aluguel:


A pessoa que possui o nome na conta de luz, caso esteja com os pagamentos todos em dia, poderá solicitar a interrupção no fornecimento para não acumular débitos em seu nome.
Isso costuma acontecer bastante nos casos em que moradores novos se mudam para uma casa, mas a conta de energia ainda está no nome do locatário antigo.
Assim, não querendo que as contas sigam em seu nome para evitar problemas, é lícito que o antigo morador peça o desligamento.
Para evitar que isso ocorra, assim que alugar ou comprar uma casa, vá com o contrato de aluguel ou escritura e documentos pessoais até a concessionária e peça para que a fatura seja alterada para o seu nome.


• Locais com energia elétrica instalada inadequadamente:


Quando existe energia elétrica sendo utilizada de outra residência ou diretamente do poste, o famoso gato, a concessionária pode optar por fazer a interrupção, no entanto, para alguns tipos de fraudes, se tornou uma prática irregular que a empresa tome essa ação.
O morador que frauda o medidor de energia elétrica está sujeito às sanções no âmbito judicial, já que o gato é considerado crime. No entanto, a concessionária deverá medir o quanto a energia foi subtraída sem pagamento e gerar contas futuras.
Só no caso de inadimplência desses valores, que podem ser bastante altos, é que a energia poderá ser cortada.
Como funciona o corte de luz por inadimplência?
O corte de luz pelo não pagamento da conta de energia elétrica é a forma mais comum de interrupção no fornecimento e também o fato que gera mais dúvidas sobre como funciona o processo de religação da luz após o corte.
Primeiro, é importante saber que, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, é permitido e possível ter a luz cortada com apenas uma conta em atraso.
No entanto, a concessionária de energia elétrica é obrigada a informar sobre o atraso e possibilidade de corte com antecedência mínima de 15 dias.
Assim, se sua conta de luz venceu há poucos dias, não se preocupe, antes da interrupção, você certamente receberá um aviso da companhia de energia elétrica, que também pode estar na própria conta de luz.
Outro fato que é importante saber é que o funcionário deve informar ao morador que está realizando o corte. Esse é um detalhe sobre o qual já possuímos jurisprudência e que foi decidido por conta de algumas práticas abusivas por parte das companhias.
Um exemplo é o corte no fornecimento de energia quando na casa havia pessoa doente ligada a aparelho ou ainda quando o morador não está em casa e o funcionário abre o portão para acessar o padrão.
Esses fatos constituem absoluto abuso por parte da concessionária e o morador deve registrar Boletim de Ocorrência, acessar a justiça e também fazer a reclamação no 0800 da empresa.

Acompanhe o post de corte de luz em casos de baixa renda: Acesse


Como funciona a religação da luz após o corte?


E para saber o que é permitido ou não para religação da luz após o corte, acompanhe as informações a seguir!
A primeira informação que já é de conhecimento de quase todos é que a energia só será religada em caso de pagamento do débito.


Outra dúvida muito comum é se a concessionária pode se recusar a fazer a religação da luz caso haja outras faturas em aberto.

A resposta é sim: havendo fatura vencida há um dia, a concessionária já pode obrigar o cliente a fazer o pagamento para efetuar a religação da luz.
No entanto, nem todas as concessionárias costumam agir dessa forma. Algumas optam por religar a energia quando uma outra fatura venceu há poucos dias ou no dia do corte.
Outro passo importante para ter a luz de volta é informar à companhia elétrica que realizou o pagamento. Quase todas as concessionárias aceitam o informe por telefone, por fotografia no whatsapp ou pessoalmente.


A companhia possui um prazo de 24 horas para fazer a religação da luz após a informação do pagamento em áreas urbanas. Já para sítios e casas na região rural, o prazo aumenta para 48 horas.
Apesar de não ser um serviço tão demorado, evitar o corte é a melhor estratégia para evitar transtornos e para não pagar taxas de religação, que são bastante comuns.
Se sua energia está perto de ser cortada, que tal procurar a concessionária e solicitar um parcelamento ou acordo? A boa notícia é que a maioria das companhias oferece essa possibilidade aos seus clientes antes do corte.






Deixe um comentário